RELATÓRIO DA DIRETORIA

Relatório ABTB/UNIMA BRASIL
Período- 2006 a 2010

ATA DO XIX CONGRESSO DA ABTB- UNIMA BRASIL
Aos vinte e sete dias do mês de abril de dois mil e doze, na Casa de Cultura Alcidio Regini, no município de Maringá, Paraná, reuniram-se os sócios da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos- ABTB- UNIMA-Brasil, para realizar o 4º ABRACE BONECO BRASIL e o XIX CONGRESSO da ABTB- UNIMA.
O Presidente Renato Paulo Carvalho da Silva abriu o Congresso saudando os presentes pela data de hoje, Dia Nacional do Teatro  Bonecos, celebrando os 39 anos da ABTB, após apresentou à plenária o relatório de atividades e a prestação de contas da diretoria que agora finda, aprovada pelo Conselho Fiscal e pela Assembleia iniciou  os trabalhos do dia conforme convocação elegendo a mesa diretora dos trabalhos do Congresso, assim composta- Presidente- Augusto Cesar Lustosa e secretária- Graziela de Castro Saraiva. A mesa diretora eleita iniciou seus trabalhos fazendo a apresentação do regimento interno, após o conhecimento e debates foi aprovado por unanimidade pela Assembleia Geral.
Na sequencia dos trabalhos foi realizada a leitura e apresentação de destaques de alterações do estatuto da ABTB- UNIMA-BRASIL, sendo o único artigo alterado o artigo Nº 33, capitulo VII relativo ao tempo de mandato  diretoria, definido por unanimidade  ser alterado para 04 anos. O Presidente da mesa diretora do Congresso deu inicio ao processo eleitoral, com a apresentação das chapas conforme  tempo regimental, foram inscritas duas chapas, após o período de defesa da proposta com direito as replicas e trepicas, de cada uma estabeleceu-se o regime de votação, vencendo a chapa 2, que ficou assim constituída- Presidente- Francisco Simões de Oliveira Neto, solteiro, brasileiro, CPF-244428441-00, RG 380717-558,ator, endereço CNB 14 lote 10, aptº 212, edifício Via Veneza, Taguatinga- DF, CEP 72115-145, Vice-Presidente- Angela Maria Escudeiro Luna Coelho,artista, casada, brasileira, CPF-210837463-91, RG 94002273797  ,end.Avenida João Pessoa, 3410-bloco 03, aptº 106-Benfica, Fortaleza, CE- 60425-680, Secretária- Maria de Fátima de Souza Moretti, casada, CPF- 5916046900, RG- 465001-0, brasileira, professora, end.- R.-João Jorge Mussi,  248, Carianos, Florianópolis-SC, CEP- 88047510,Tesoureiro- Josias Wanzeller da Silva, casado, brasileiro,CPF- 380148402-78, RG-878649, servidor público, end.- Condomínio Vivendas Friburgo, conjunto H, casa 11, Grande Colorado, Sobradinho-DF, 1º Suplente- Sebastian Luiz Marques, casado, brasileiro,ator, RG 124368712-CPF 025081068-95, Rua Valentim Santos Carvalho, Nº 63, Joaquim Egidio, Campinas-SP, CEP 13108.04, 2º suplente- José Carlos Meirelles, casado, brasileiro, ator, CPF- 611866277-00, RG-4142950, end. Rua Jardim Botânico, CEP 22470-050, Rio de Janeiro- RJ. O Conselho Fiscal ficou composto por- Presidente- Jeovanilda Veiga Tadica, divorciada, RG 3985122-9. Após foi feita a posse da diretoria eleita e encerrada a reunião redigida a ata que vai por mim assinada e pelo Presidente da mesa diretora.

 Presidente- Augusto Cesar Lustosa e secretária- Graziela de Castro Saraiva


oooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo

Gestão 2006 a 2008
Presidente- Renato Perré
Vice-Presidente- Graziela Saraiva
Secretaria- Aline Busatto
Tesoureiro- Gilmar Carlos da Silva

Gestão- 2008 a 2010
Presidente- Renato Perré
Vice-Presidente- Anderson Dias
Secretaria- Jeovanilda Veiga
Tesoureiro- Gilmar Carlos da Silva


Gestão-  2011 a 2012
Presidente- Renato Perré
Vice-Presidente- Anderson Dias
Secretaria- Jeovanilda Veiga
Tesoureiro- Gilmar Carlos da Silva



No período (de quatro anos entre 2006 a 2010), sob a presidência de Renato Perré, a ABTB/UNIMA BRASIL realizou importantes trabalhos com o objetivo de reativar e fortalecer a rede nacional de bonequeiros e o intercâmbio internacional com a UNIMA. Neste período a ABTB/UNIMA BRASIL traçou as seguintes ações prioritárias:
Prioridade 1
Dar continuidade ao pedido de registro do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste Brasileiro: Mamulengo, Babau, João Redondo e Cassimiro Coco como Patrimônio Cultural do Brasil.
Neste sentido a ABTB/UNIMA BRASIL conseguiu iniciar o projeto junto ao IPHAN-
Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional desenvolvendo a Etapa 1 constituída de Levantamento preliminar e Pesquisa de Campo:
Levantamento preliminar (2007-2008): Levantamento e catalogação de dados já existentes sobre o bem, como: fontes escritas (livros, teses, artigos, material veiculado pela imprensa, etc.); acervos de bonecos, outros materiais utilizados nos espetáculos como também acervos de registro audiovisual.
Pesquisa de Campo: (2009-2010)
Pesquisa etnográfica para levantamento de dados referentes ao Teatro de Bonecos Popular do Nordeste Brasileiro e suas práticas de trabalho (história de vida, realidade sócio-econômica, rotinas de trabalho, processos de aprendizagem e formas de transmissão.
Foram pesquisados os estados de: Pernambuco, Paraíba, Rio Grande do Norte, Ceará e Distrito Federal.
Durante a pesquisa tem sido promovidos encontros entre os bonequeiros populares do nordeste para que eles participem do processo de registro, inclusive propondo ações de proteção e salvaguarda deste Patrimônio Cultural do Brasil e da Humanidade.
No momento está sendo iniciada a Segunda etapa de elaboração do dossiê de registro para
     Análise e aprovação do IPHAN que encaminhará à decisão final ao Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural.
Ainda em 2010 pretendemos comemorar o Registro do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste Brasileiro: Mamulengo, Babau, João Redondo e Cassimiro Coco como Patrimônio Cultural do Brasil.
Em seguida a esta conquista vamos encaminhar o pedido para a UNESCO, para que inclua este Teatro na lista de Patrimônio Cultural da Humanidade.





Prioridade 2- Promover  o intercâmbio de experiências e a discussão de ações estruturais sobre a Formação em Teatro de Bonecos no Brasil.
Outra ação importante neste período da ABTB/UNIMA BRASIL, foi a realização dos três encontros denominados: ABRACE O BONECO BRASIL- seminários, oficinas e
espetáculos que tiveram o objetivo do intercâmbio técnico e artístico entre os antigos profissionais e os novos bonequeiros que estão surgindo como também de fortalecer a ABTB/UNIMA BRASIL perante a política pública de cultura implantada pelo governo do presidente Lula. Neste sentido a ABTB/UNIMA BRASIL vem conquistando parceria com importantes instituições do Ministério da Cultura: FUNARTE- Fundação Nacional de Artes e IPHAN e importantes Universidades: Universidade Federal do Paraná-UFPR, Universidade Estadual de Santa Catarina-UDESC e Universidade Federal de Brasília-UNB.
Um dos projetos mais importantes que vem sendo trabalhado pela atual diretoria da ABTB/UNIMA BRASIL é a implantação de Centros de Referência em Teatro de Bonecos
Nos Estados Brasileiros. Com este projeto acreditamos que O Teatro de Bonecos Brasileiro poderá crescer de forma mais estruturada e sustentável, possibilitando a formação de qualidade de novos bonequeiros e também o permanente aperfeiçoamento dos profissionais da área.
Merece destaque também a Digitalização de todos os números da revista Mamulengo, primeira do gênero no Brasil, realizada pela Universidade de Santa Catarina- Centro de Artes Cênicas e a ABTB- CENTRO UNIMA BRASIL.
Registre-se que a iniciativa e apoio para a digitalização das revistas foi do Valmor Beltrame (Nini).
Quantidade de associados quites: 95
Associações vinculadas a ABTB/UNIMA BRASIL e seus atuais representantes;

Associação Gaúcha de Teatro de Bonecos- Graziela Saraiva
Associação Paranaense de Teatro de Bonecos- Joelson Cruz
Associação Rio de Teatro de Bonecos- Carlos Henrique Casanova
Associação de Teatro de Bonecos de Minas Gerais- Sebastião Vieira
Associação Baiana de Teatro de Bonecos- Denise Santos
Associação Candanga de Teatro de Bonecos (DF)- Leda Carneiro
Associação Pernambucana de Teatro de Bonecos (PE)- Jorge Costa
Associação Potiguar de Teatro de Bonecos (RN)- Maria das Graças Cavalcanti



ATA DO CONSELHO DELIBERATIVO DO III ABRACE O BONECO BRASIL

Ata da reunião extraordinária do Conselho Deliberativo da ABTB Associação Brasileira de Teatro de Bonecos, no dia primeiro de dezembro de dois mil e nove, na cidade Curitiba, Paraná, durante o III ABRACE o Boneco, presidida pelo Sr. Presidente Renato Paulo Carvalho Silva, com a assinatura e apresentação dos delegados, representantes associações núcleos estaduais. Foi proposto criar um grupo virtual do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos, que seria coordenado por tema, proporcionando discussões e deliberações, com prazos para este fim. O pleno propõe até dois representantes, sendo estatutário o Presidente, o segundo indicado pela diretoria e ou pela assembléia. Como proposta da pauta, iniciou-se uma apresentação dos representantes dos núcleos sobre a situação jurídica de cada Associação. Rio que relata que sua entidade está legalmente capacitada. Leda representante do Núcleo de Brasília colocando que está tudo certo com a questão burocrática e representativa, com ressalva de que está havendo uma reformulação estatutária. O núcleo de Minas Gerais através do seu representante Roberto relata que o trabalho é feito coletivo. Estando com sua documentação em dia. A entidade tem toda infra-estrutura, equipamentos, manutenção de espaço, funcionando. A associação também está revendo o seu estatuto. O núcleo possui nota fiscal desenvolve atividade de formação (reciclagem) tem participado de projetos das leis de incentivos, o conselho fiscal é atuante, tem conta bancária, e os sócios pagam sua anuidade através dos trabalhos promovidos pela Associação. Maria das Graças de Natal, Rio Grande do Norte relata que sua associação foi fundada em setembro, ainda não está legalmente vigente faltando somente, mais uma via das assinaturas dos sócios fundadores. Graziela Saraiva representando o núcleo do RS, faz seu relato esclarecendo aos presentes a situação jurídica que se encontra a entidade, também a história da AGTB, sua participação e reconhecimento junto à comunidade cultural do estado, do país e mundial, proposta de retomada da entidade através de resgate da memória. A Associação da Bahia, relata que a entidade de hoje se encontra em retomada, houve dificuldades judiciais, sem registro, houve eleição de outra chapa que não registrou sua diretoria. Atualmente criou-se uma comissão para regularizar a entidade. Seus associados estão afastados pela própria desestrutura, a proposta de Denise Santos é que se crie uma cooperativa ou nova Associação. Nada mais havendo a tratar, foi lavrada a presente Ata por Graziela Saraiva, e transcrita posteriormente por mim, Tadica Veiga, secretária da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos – Centro Unima Brasil  e assinada por todos os presentes acima nominados e referenciados em folha de presença em anexo.



Ata da reunião extraordinária do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos, no dia dois de dezembro de dois mil e nove,na cidade Curitiba, Paraná, durante o III ABRACE o Boneco, presidida pelo Sr. Presidente Renato Paulo Carvalho Silva, e aberta pelo Sr. Tesoureiro da ABTB Gilmar Carlos da Silva, pedindo que os presentes sejam objetivos nas colocações da pauta do dia. A primeira questão de pauta é sobre a situação da ABTB com o tribunal de contas da União e a votação para as alternativas de pagamento da dívida. O tesoureiro faz uma retrospectiva de como essa dívida foi contraída, o parcelamento do débito e quantas tinham sido pagas, apesar das dificuldades. A seguir, o presidente da ABTB, Renato Perré informa aos presentes que o representante da Associação de Teatro de Bonecos de Pernambuco, Jorge Costa, teria feito reparcelamento da dívida pela internet, com os dados da Ângela Belfort, que foi emitido quatro boletos de cinqüenta reais, num total de duzentos reais, pagos por Jorge Costa e Ângela Belfort. Agora precisamos aguardar a forma de parcelamento que a Receita Federal vai disponibilizar, para a escolha do número de parcelas que a Associação Brasileira de Teatro de Bonecos irá assumir. A proposta apresentada é que o débito seja pago em 50% da dívida para a Associação Brasileira de Teatro de Bonecos e o restante para Ângela Belfort. A referida proposta foi votada pelos presentes e aceita por unanimidade. A outra pauta debatida hoje é sobre a definição do valor das taxas cobradas Associação Brasileira de Teatro de Bonecos, Centro Unima Brasil. Gilmar retorna a palavra fazendo uma retrospectiva histórica sobre o valor até os dias de hoje, como desde 2003 a dívida não era paga foi necessário que a quitação da dívida fosse efetuada de cachês e campanhas para novos sócios. Denise Santos da Associação de Teatro de Bonecos da Bahia, sugere que Roberto Ferreira da Associação de Teatro de Bonecos de Minas Gerais, sugira que seja escolhida uma data limite para o pagamento das contribuições, a União Internacional de Marionetistas; Carlos Henrique Casanova, Associação Rio de Teatro de Bonecos, sugere que seja estabelecido uma data limite para o pagamento da taxa anual e que gostaria de ver contratos da UNIMA, para sabermos como chegaram a essa dívida; Leda representando a Associação de Teatro de Bonecos de Brasília enfatiza que sua Associação não tem interesse em pagar uma taxa para a Associação e outra para a UNIMA. Gilmar presta esclarecimentos da dívida com a União Internacional de Marionetista e sobre os outros posicionamentos levantados pelos presentes e o presidente da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos, Renato Perré intervém no calor das discussões, defendendo que devemos trabalhar em rede para todos contribuírem com a UNIMA. Jorge Costa da Associação de teatro de Bonecos de Pernambuco, dá a sugestão de que o modelo de contribuição para a UNIMA seja eliminado, que o associado possa optar por pagar ou não a UNIMA. Graziela Saraiva a seguir, faz um resumo das propostas levantadas pelos componentes do Conselho Deliberativo para que haja uma votação para a escolha da melhor forma de cobrança. A proposta primeira: Que o associado possa optar pelo pagamento da taxa a União Internacional de Marionetistas; Segunda: Manter a obrigatoriedade da taxa da Associação, juntamente com a taxa da União Internacional de Marionetistas. O representante da ARTB, Carlos Henrique Casanova, se abstém de votar no momento, mesmo concordando com as duas propostas, por necessitar consultar seus associados. A representante da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos– Céara, Maria Vitória considera um retrocesso a Associação se desvincular da União Internacional de Marionetistas, mesmo recebendo o pequeno valor de cinco reais por cada associado. Sebastian Marques, associado da União Internacional de Marionetistas, sugere que desde que a vinculação com a União Internacional de Marionetistas está no estatuto, não deveria ser votada sua desvinculação, e sim a credibilidade da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos na União Internacional de Marionetistas. As propostas foram votadas. A primeira proposta obteve dois votos a favor e oito contra e uma abstenção. A segunda proposta teve oito votos a favor e dois contra e uma abstenção. Total de sócios votantes: onze. A seguir, a comissão define o valor da taxa a ser cobrada para União Internacional de Marionetistas, ficando em dez reais, proposta aceita por aclamação, sendo este valor por sócio a ser transferido para União Internacional de Marionetistas. Foi proposto por Gilmar Carlos, o tesoureiro da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos – Centro Unima Brasil, que seja enviado a lista dos sócios pagantes e sugere uma data limite, sendo esta 30 de março de cada ano. Uma contra proposta surgiu para que esse pagamento seja efetuado até dia 20 de abril de cada ano. A proposta do tesoureiro foi à escolhida por unanimidade. E mantém-se a taxa de cem reais por associação constituída para quitação de sua anuidade perante a Associação Brasileira de Teatro de Bonecos – Centro Unima Brasil. O representante da Associação de Teatro de Bonecos de Minas Gerais, Anderson Dias, anuncia a sugestão de Sebastião Vianna, que seja instituído o dia Nacional de plantação de Mulungu, sugestão esta acatada pelos presentes para o dia vinte e sete de abril, no mesmo dia nacional de Teatro de Bonecos. Graziela Saraiva, da Associação Gaúcha de Teatro de Bonecos, anuncia que foi dado o nome de “ Tiarajú Carlos Gomes” para uma praça na cidade de Porto Alegre. A seguir, o representante da Associação Rio de Teatro de Bonecos, anuncia que foi instituiído pela Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro, o dia municipal do Teatro de Bonecos, sendo o dia vinte e sete de abril. Assim, foi encerrada a reunião do conselho deliberativo. Nada mais havendo a tratar, foi lavrada a presente ata por Maria da Graça Cavalcante Pereira, e transcrita posteriormente por mim, Tadica Veiga, secretária da Associação Brasileira de Teatro de Bonecos – Centro Unima Brasil  e assinada por todos os presentes acima nominados e referenciados em folha de presença em anexo.

Associação Gaúcha de Teatro de Bonecos- Graziela Saraiva
Associação Paranaense de Teatro de Bonecos- Joelson Cruz
Associação Rio de Teatro de Bonecos- Carlos Henrique Casanova
Associação de Teatro de Bonecos de Minas Gerais- Sebastião Vieira
Associação Baiana de Teatro de Bonecos- Denise Santos
Associação Candanga de Teatro de Bonecos (DF)- Leda Carneiro
Associação Pernambucana de Teatro de Bonecos (PE)- Jorge Costa
Associação Potiguar de Teatro de Bonecos (RN)- Maria das Graças Cavalcanti