Compromissos da ABTB


O plano de ação a ser desenvolvido em todo o Brasil está estruturado em 03 eixos temáticos:
Memória, Formação e Fomento Profissional
Eixo memória:
Conceito : Trabalhar pela construção de uma memória viva, não apenas conservacionista. Uma memória científica, interpretativa ( dos aspectos históricos e antropológicos) e interativa que coloque sempre o homem ou a mulher bonequeira no centro desse processo, promovendo a melhoria de suas condições de vida.
Ações:
•  Dar continuidade ao processo de registro do Mamulengo- o teatro popular de bonecos brasileiro na condição de Patrimônio Imaterial Brasileiro, inscrevendo-o no Livro das Formas de Expressão.
Trabalhar para o tombamento como Obra Mestra do patrimônio oral e imaterial da humanidade junto a Unesco.
Principal instituição parceira – IPHAN
•  Pesquisar e documentar, o boneco e os bonequeiros populares de outras regiões do Brasil.
•  Pesquisar e documentar a o teatro de bonecos erudito brasileiro por meio da história dos grupos e identificação dos seus mestres.
•  Propor espaços museológicos em cada estado ( fixo ou itinerante) com acervo doado pelos mestres bonequeiros inclusive os já falecidos .
( Carmosina Araújo, Dante, Maria Teresa Carvalho, Claudio Ferreira, Beatriz Pinto, etc)
•  Produzir documentário sobre a história do Teatro de Bonecos no Brasil.
•  Museu virtual
•  Guarda do acervo da ABTB
Eixo Formação:
Conceito: Trabalhar para que a formação do ator bonequeiro brasileiro possa acontecer de forma democrática, principalmente atendendo às demandas das classes sociais menos favorecidas. Esta formação deverá ser integral, levando em consideração os aspectos culturais, sociais, ambientais, e educacionais de cada região do país.
Ações :
•  Implantação das escolas livres de Teatro de Bonecos no Brasil
Proposta- O ensino do Teatro de Bonecos deverá ser de base ampla, construindo no aluno uma cultura artística que leve em consideração : suas raízes culturais, as artes visuais, a literatura, as artes do corpo, a interpretação teatral, a dramaturgia , cenografia e direção cênica.
A escola deverá estar totalmente integrada à comunidade, colaborando para a melhoria da qualidade de vida em todos os sentidos: social, educacional, ambiental etc.
•  Implantação dos cursos de extensão universitária em Teatro de Bonecos junto aos departamentos de arte das instituições de ensino superior em todo o país. Estes cursos podem atender as demandas de aperfeiçoamento do ator/artista bonequeiro já atuante e também servir de espaço de aperfeiçoamento para os alunos oriundos das escolas livres.
•  Oficinas de Intercâmbio entre os bonequeiros das varias regiões do país.
•  Reativação do Centro Latino Americano de Arcozelo-RJ da Funarte com oficinas que promovam também o intercâmbio dos artistas latino americanos e de outros continentes.
•  Incentivo à pesquisa e publicações do gênero Teatro de Bonecos/Teatro de Animação.
( instituições parceiras : Iphan, Funarte, Fundação Casa de Rui Barbosa, Universidades etc)
•  Publicação da nova revista Mamulengo ( também eletrônica)
Eixo – Fomento
Conceito: Trabalhar para construir uma consciência profissional solidária, exercitando a participação na elaboração e execução de projetos coletivos.
Ações:
a-: Assegurar mecanismos permanentes de produção de espetáculos:
Editais específicos para a área de Teatro de Bonecos. (municipal, estadual e federal)
b- Prêmios e seminário de dramaturgia
c- Pleitear a uma coordenação de Teatro de Bonecos na Funarte.
d- Conquistar linhas de crédito para financiamento da produção artística profissional:
imóvel, transporte, maquinário etc.
e- Circulação da produção por meio de circuitos regionais e circuitos nacionais ( inter regional)
f- estudar a seguridade social do artista de Teatro de Bonecos por meio de fundos de pensão ( programa divulgado pela Funarte)