segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Oficina de Teatro de Animação no IX Acampamento da Juventude Kolping do Ceará

No período de 24 a 26 de Agosto/ 2012 aconteceu em Fortaleza – CE, no bairro João Paulo, o IX Acampamento da Juventude Kolping do Ceará. O evento, que este ano chega em sua 9º edição, é uma iniciativa da Obra Kolping Estadual do Ceará/ OKE-CE e parceiros locais e tem como objetivo reunir jovens para refletir o tema da Campanha da Fraternidade da CNBB, que trouxe como problemática neste ano a “Saúde Pública”.

DSC06502SAM_1113

Além de reflexão e estudos, os jovens participam de momentos de mística, recreação e convivência com as famílias dos locais em que o Acampamento acontece a cada ano. Inclui-se ainda na programação diversas oficinas, que os jovens participam livremente, conforme seu interesse. Este ano, as oficinas desenvolvidas foram: “Teatro de Animação”, “Permacultura”, “Massoterapia”, “Prevenção às DST/ Aids”, “Corpo e Movimento”.

226133_414554938600593_127041332_n

314909_414556911933729_754097335_n387159_414556755267078_731464007_nDSC02261DSC02285

Fui convidado para assessorar a oficina de “Teatro de Animação”. Foi muita alegria! De pronto, todas as crianças que estavam pelo espaço do Acampamento – uma escola pública – invandiram a nossa sala, encantadas com os bonecos e as tintas para pintura facial. Acolhemos os pequeninos com muito carinho e eles deram o tom e o ritmo de nossa Oficina.

Depois de uma breve abordagem sobre o conceito de Teatro de Animação e suas Vertentes (Bonecos, Máscaras e Objetos), hora de colocar a mão na massa (nas tintas, nos bonecos) para elaborar nossas histórias. Para a meninada uma pequena festa…

O resultado final foi um pequeno show de animação, com teatro de bonecos, perfomance e danças ludo-educativas. Confiram!

DSC02318DSC02327DSC02315DSC02316

Nosso agradecimento todo especial à Obra Kolping Estadual do Ceará/ OKE-CE, na pessoa de Meyre (presidente) e Iracema (coordenadora) pelo convite. Foi muito gratificante fazer parte da história do Acampamento da Juventude Kolping do Ceará/OKE-CE.

Há braços e manos!

Leandro Silva

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

CONSULTA AOS BONEQUEIROS E PONTOS DE CULTURA DO PAÍS… Participação no Edital Interações Estéticas – Residências Artísticas em Pontos de Cultura (Projeto Fuzuê)

Criador e Criaturabolsa interações estéticas 2012

Companheirada,

1. Desejo participar do Edital Interações Estéticas – Residencias Artísticas em Pontos de Cultura – Edição 2012, promovido pela Funarte, com o Projeto “Fuzuê – O Teatro de Animação e suas Convergencias”.

2. Os projetos de residência artística consistem no deslocamento do artista para um outro contexto cultural, no caso o do Ponto de Cultura, com o objetivo de desenvolver um processo de criação artística associado à troca de experiências, linguagens, conhecimentos e realidades, buscando potencializar os Pontos de Cultura como um espaço de experimentação estética.

3. O Projeto Fuzuê pretende, junto ao Ponto de Cultura, desencadear um proceesso de formação e produção cultural com Teatro de Animação, em suas diversas vertentes (Bonecos, Máscaras, Objetos) e refletir as possibilidades de Convergencias deste com a Educação, a Saúde, a Defesa dos Direitos Humanos e da Cidadania e a Ecologia. As atividades envolvem oficinas, núcleos de criação, rodas de conversas e um festival animado, gerado como produto final do processo.

4. Dessa forma, venho me colocar à disposição para dialogar com Pontos de Cultura das Regiões Norte, Centro-Oeste, Sul e Sudeste e que tenham pontos de contato com o teatro de bonecos, da possibilidade de realizarmos esta experiência.

5. O prazo final de inscrição é 03 de Outubro de 2012. A documentação exigida do Ponto de Cultura é: carta de anuência do Ponto de Cultura em relação ao projeto, com assinatura original de seu responsável legal, em papel timbrado, conforme modelo disponibilizado pela Funarte  e cópia do convênio do Ponto de Cultura escolhido para a realização da residência. O edital completo e demais informações pode ser acessado aqui: http://www.funarte.gov.br/wp-content/uploads/2012/08/Edital_Bolsa-Intera%C3%A7%C3%B5es-Est%C3%A9ticas_2012.pdf

6. A partir do contato, vamos dialogar os detalhes do projeto e sua operacionalidade, no caso de vir a ser selecionado no edital. Ajude-me a localizar um Ponto de Cultura para parceria, em vista da realização desta experiência.

7. Meus contatos:

E-mail: leandroarlequim@yahoo.com.br

MSN: leandro.alquimia@hotmail.com

BLOG Fuzuê: http://fuze-rede-animada.blogspot.com

Celular (TIM): (89) 9987.4137/ (99) 8142.9692

Meu mais fraterno e “animado” abraço!

Leandro Silva

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Os Bonecos Pedem Passagem......


 



Artistas participantes, amigos, vizinhos e parentes:

É com alegria que comunicamos que nosso projeto “ Os Bonecos pedem passagem” tem sido um sucesso pela qualidade dos
espetáculos,  oficinas,  exposições,  quantidade de matérias jornalísticas e pela presença constante do público.                               
A parceria com escolas públicas e privadas, ONGs culturais, Instituições Sociais e com  as comunidades, através das UPPs, foi uma grande conquista.

 “ Os Bonecos pedem passagem” é um projeto agregador, que tenta mostrar a diversidade do Teatro de Animação com a apresentação
de mais de 20 espetáculos de vários estados, São Paulo, Paraná, Brasília, Rio de Janeiro ( Cabo Frio, Niterói, Nova Friburgo, Volta
Redonda e Paraty)  e do exterior ( Chile, Uruguai e Peru / USA ).

No próximo domingo 26 de agosto, a partir das 11 horas, encerramos esta primeira temporada com  o espetáculo circense repleto de musicas e bonecos “ Cabe na Mala” da Cia Viva.( Nova Friburgo, RJ ) e os espetáculos de caixa: “ Coisas de Mulher” com o grupo As Caixeiras Cia de Bonecas ( Brasília)


A equipe de produção sairá do Teatro Duse de “mala e cuia”  e convida a todos para compartilhar o BBB ( Bolo Bom de Boneco)

Traga sua fantasia, boneco, nariz de palhaço ou máscara e anime-se a animar !


Ana, Anita, Cadú, Rodrigo e Susanita

A Equipe de Bonecos em Ação !

Final de temporada, última semana, não perca !!!

Oficina: “Criação de Figurinos e bonecos”
Com Maria Madeira
Quarta- feira 22 às 14h

“ Chiquinha Gonzaga”
De Lula Bastos
Quinta- feira 23 às 16h

“Mariazinha do Bole Bole”
De Tonio Carvalho
Sexta- feira 25 às 16h

“Coisas de Mulher”
Quinta 23 e sexta 24 às 15h
Sábado 25 e domingo 26 às 10:30h

“Cabe na mala”
Sábado 25 e domingo 26 às 11h

Teatro Duse/ FUNARTE
Rua Hermenegildo de Barros , 161, Santa Teresa, RJ
Tel 3233 - 1306


segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Diário do Feiticeiro da Arte Bonequeiro… I

Foto0048 GEDC0210GE DIGITAL CAMERA

1 - Criações... Os primeiros passos de Maneco Cabeleira. Junho, 2012.

2 - Criações... Boi Risonho... Com cara de dragão chinês... Kkkk. Junho, 2012.

3 - Admitido na Associação Brasileira de Teatro de Bonecos - Centro Unima Brasil. Alegria e reconhecimento... Maio, 2009.

Artista: Leandro Silva (Imperatriz – MA)

Portaria do MinC abre novo prazo de inscrições para eleitores e candidatos ao CNPC



O Ministério da Cultura publicou no Diário Oficial da União desta
sexta-feira (17), Portaria n° 116 (Seção 1, pág. 16) reabrindo, de 22
a 26 de agosto, o prazo para inscrições no processo eleitoral para
escolha dos representantes da sociedade civil no plenário e nos
colegiados setoriais do Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC).
O novo período também servirá para a a conclusão dos cadastros de
eleitores e candidatos já inscritos.

“Aqueles que ficaram impossibilitados de se inscrever seja como
eleitor, seja como candidato, e também os já inscritos que tenham
feito cadastro incompleto, ou aqueles que precisarem acrescentar
dados, anexar documentos ou que ficaram impossibilitados de fazer isso
no dia 8, terão agora um prazo de cinco dias para validar a sua
inscrição”, explicou João Roberto Peixe, secretário de Articulação
Institucional do MinC.

Com a reabertura das inscrições, foram alterados, também, os artigos
referentes ao calendário do processo eleitoral. Os fóruns estaduais
setoriais para a eleição dos delegados aos fóruns nacionais setoriais
serão realizados de 18 a 23 de outubro, com votação durante esses dias
na plataforma virtual do processo eleitoral do CNPC, disponibilizada
pelo MinC.

A comissão organizadora nacional poderá autorizar a realização de
fóruns presenciais, mas a votação será eletrônica para permitir que
todos os eleitores que tenham suas inscrições validadas possam exercer
o seu direito de voto.

Uma vez eleitos, os delegados estaduais setoriais se reunirão nos
fóruns nacionais setoriais, que serão realizados entre 22 e 23 de
novembro, para debater as políticas setoriais e eleger os candidatos
aos colegiados setoriais do CNPC.

Alterações

A portaria também faz duas alterações no artigo 17, referentes ao
registro de candidatos. Para facilitar as candidaturas, reduz de 10
para 3 o número mínimo de eleitores que devem subscrever carta de
apoio ao candidato. A segunda exclui o limite de três cartas de apoio
aos candidatos pelas entidades, que, agora, ficam livres para indicar
quantos candidatos quiserem, inclusive as entidades de atuação
nacional, que poderão apoiar candidatos nos diversos estados onde
atuam.

“É importante ressaltar que os maiores problemas, hoje, são os
cadastros incompletos dos eleitores e candidatos já inscritos e o
número ainda insuficiente de candidatos. Estas mudanças no processo
eleitoral irão permitir a complementação dos cadastros e possibilitar
a validação de um número maior de candidaturas, especialmente nos
estados do Norte, Nordeste e Centro-Oeste”, afirmou Roberto Peixe.

Segundo o secretário, as mudanças também possibilitarão que as áreas
que enfrentam maiores dificuldades, como arquivos, circo, cultura dos
povos indígenas, artesanato, arquitetura e urbanismo, moda, arte
digital, patrimônios material e imaterial, possam atingir o quórum
mínimo de eleitores e de candidatos inscritos em mais estados.

“É preciso que todos fiquem atentos, pois essa será a última
oportunidade de assegurar a participação no processo eleitoral do
CNPC”, concluiu.

Documentação necessária

Para participar como eleitores, os interessados devem ter, no mínimo,
18 anos, preencher o formulário de cadastramento, comprovar a atuação
de três anos no setor em que desejam participar e apresentar cópia
digitalizada dos documentos pessoais e do currículo profissional.

Para o cadastramento como candidato será necessária, também, a
apresentação de carta de apoio subscrita por entidade com atuação na
área em que concorre ou pelo menos três eleitores da mesma área.

(Texto: Marcelo Lucena, Ascom/MinC)

Faleceu o Professor Bordenowski em Curitiba


Sábado, partiu para o andar de cima o bonequeiro ventríloco Professor Bordenowski, para aquele que não o conheceram segue uma matéria.


Quando a vida tem que ser mágica

Em entrevista o ventríloquo Valdemiro Bordenowski fala de sua carreira
03/06/07 às 00:00 atualizado às 20:26 Sirley Cardoso/Especial para o JE
Ele tem 83 anos e seus olhos conservam o brilho inocente do olhar de uma criança. É apaixonado pela vida, pelo que faz e pela causa do voluntariado. O mágico e ventríloquo Valdemiro Bordenowski não abandona seu lado “artista”, para levar equilíbrio, alegria e esperança a platéias de crianças doentes nos hospitais de Curitiba. Só precisa de ajuda na hora de carregar as duas pesadas malas da mágica e dos bonecos, Juquinha e Bastião que revelam todo o seu lado criança. Há mais de 15 anos se apresenta como artista voluntário nos hospitais, Pequeno Príncipe e Erasto Gaertner. É um dos primeiros voluntários do programa Rede Sol - da Fundação Cultural de Curitiba. “A arte voluntária é a melhor coisa que faço na minha vida. Só vou parar, no dia em que eu não estiver mais por aqui”, diz o professor Bordenowski, como é conhecido pelo público.
E, a cada frase de suas histórias, ao longo dos seus 65 anos de vida artística, como mágico, ilusionista, ator, ventríloquo e manipulador de bonecos, ele, sem a menor parcimônia, deixa cair umas lágrimas que evidenciam suas emoções. A história de se apresentar em público, só por prazer e para dar prazer, começou quando ele tinha apenas dez anos. Nos fundos de sua casa ele já reunião os amiguinhos da vizinhança para improvisadas performances com teatro de bonecos. Vendia pipoca no circo só para não pagar pela entrada e, claro, para assistir à apresentação do mágico que nunca lhe ensinava os truques. Tudo o que sabe aprendeu nos livros. Um dos primeiros artistas a se apresentar na televisão, ele atuou com os irmãos Queirollo - de tradicional família circense.

Jornal do Estado —O que é ser um artista solidário?
Bordenowski — É a melhor coisa que faço na vida. Só vou parar, no dia em que não estiver mais por aqui. Todo artista deveria experimentar. É muito gratificante e não tem dinheiro que pague.
JE — O Rede Sol vai até pessoas que estão fora do convívio social. Isso certamente afeta o emocional do artista. Não afasta o voluntário?
Bordenowski — Acredito que sim. Mas quanto a mim, posso garantir que quanto mais me apresento para este público, mais me envolvo e mais quero me envolver. Afastar, jamais.
JE — E a emoção...
Bordenowski —Choro bem fácil e isso não me incomoda. Viver é se emocionar. É rir, chorar. Claro que também choro de alegria quando vejo um sorriso na criança doente de câncer, na criança abandonada num orfanato, no idoso esquecido num asilo, num detendo no presídio. É muito bom passar umas horas com eles e o aplauso deles é sensacional, pode crer. 
JE — Suas apresentações são interativas. Até que ponto isso não atrapalha o artista?
Bordenowski —Não atrapalha nunca. Uso isso para que as crianças se sintam importantes, úteis e amadas. Eles interagem e até a mais doentinha parece despertar.  Mas às vezes a interação nos prega uma peça.
JE — Por exemplo,
Bordenowski — Uma senhora, numa cadeira de rodas disse pra mim: “que bom seria se sua mágica fosse de verdade e pudesse colocar uma lembrança no coração dos meus filhos e netos para que me telefonassem qualquer dia desses”.
JE — E que o senhor faz em momentos de 
Bordenowski — O que fazer a não ser dar um abraço, oferecer nossa ternura, nosso amor?
JE — O senhor já chorou na frente dessa sua platéia?
Bordenowski — Procuro sempre me controlar, mas uma vez, estava me apresentando para crianças com câncer, no Hospital Erasto Gaertner e não consegui conter as lágrimas e desandei.
JE — Como foi?
Bordenowski—Tinha uma criança no cantinho, bem desanimada, mas ela havia prestado atenção nas mágicas que eu fazia. E quando terminou a apresentação, ela se levantou da cadeira, veio até mim e disse que queria se despedir. Eu muito alegre respondi: “que bom que você já vai para a casa, meu bem”. Ela olhou nos meus olhos e replicou: “Estou indo para o céu”. Fiquei muito mal, olhei para a enfermeira, que justificou:  “A gente previne nossos doentes, dizendo que eles vão virar anjo”, contou. Então, eu pedi para aquele anjo que orasse por mim e até hoje eu sinto a sua proteção.
JE — Quando o senhor volta a um a lugar, sente a falta deles?
Bordenowski — Parece incrível, mas essas coincidências sempre acontecem. Toda vez que alguém me chama a atenção, aquilo geralmente soa como uma despedida. Claro que percebo a falta deles. Sou um homem movido pela emoção.  Mas rezo por eles também. Um menino, também com câncer uma vez me desafiou perguntado se eu era mágico de verdade. Eu disse que sim. Ele retrucou: “No duro?”. Eu respondi, “no duro”. Aí ele tirou o boné e disse: “então passa a mão aqui na minha cabeça e faça nascer cabelo de novo”. Conversei com ele e disse que tenho um amigo que faz peruca e que eu... Mas ele me interrompeu: “Você não é mágico coisa nenhuma”, e saiu. Rezei por ele e três meses depois, no final de uma das minhas apresentações, lá estava o menino, de boné. Ele me chamou, tirou o boné e me mostrando o cabelo, disse: “Cara, você é mágico no duro mesmo, olha aqui o meu cabelo”. Emocionado, disse que foi Deus quem fez nascer cabelo e que eu só tinha rezado. Pergunto: isso tem dinheiro que pague?

Punch


Editais da Funarte que estão abertos



domingo, 19 de agosto de 2012

II Encontro João Redondo




Imagem inline 1

12* Festival de Teatro de Formas Animadas de Jaraguá do Sul

12º Festival de Teatro de Formas Animadas de Jaraguá do Sul
9º Seminário de teatro de Formas Animadas
Revista Móin-Móin Nº 9 – Teatro de Sombras
Nos dias 3,4,5,e 6 de outubro de 2012 acontecerá na cidade de Jaraguá do Sul – SC, a realização de 3 importantes ações sobre nossa arte: 1 - Festival, com a mostra de espetáculos nacionais e internacionais; 2 – Seminário de Estudos, com a apresentação de 6 conferências de diretores teatrais e professores do Brasil e do exterior sobre o tema Ensino e Formação Artística no teatro de Formas Animadas; além da exposição de projetos de pesquisa, extensão e encenação de espetáculos; 3 – Lançamento da Revista Móin-Móin N º 9 com 11 artigos sobre Teatro de Sombras. Recebemos artigos da Espanha, Itália, Índia, China, Turquia, Uruguai e Brasil.
Este conjunto de ações é realizado pela SCAR – Sociedade Cultura Artística de Jaraguá do Sul e UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina.
A partir deste ano, os sócios da ABTB-CUB com suas anuidades atualizadas receberão um exemplar da Revista. Por favor, quem mudou de endereço, atualize junto a secretaria da ABTB.
Pedimos que nos ajudem a divulgar essas 3 ações. Abraços, Nini Beltrame       

sábado, 18 de agosto de 2012

http://www.addthis.com/bookmark.php?v=250&pub=vertebrac

Notícias desde Argentina

http://www.primeraedicionweb.com.ar/nota/impreso/89523/la-magia-de-los-titeres-se-adueno-de-la-ciudad.html