quinta-feira, 14 de abril de 2011

CIA TRUKS EM CURITIBA - 14 a 17 de Abril - Teatro Cleon Jacques




Cia. TRUKS comemora 20 anos
com mostra de repertório, lançamento
de livros, oficinas e exposição de fotos

São 4 dias de programação com apresentação de espetáculos
 infantis e adultos, 16 horas de oficinas, uma exposição fotográfica
e lançamento de livros. Todas as atividades são gratuitas

Para comemorar seus 20 anos, a Cia Truks Teatro de Bonecos - referência em teatro de animação no Brasil, grupo respeitado aqui e no Exterior - apresenta extensa programação na Mostra Truks - 20 Anos, no Teatro Cleon Jacques -, Centro de Criatividade de Curitiba, em Curitiba. Entre 14 a 17 de abril, a Mostra Truks - 20 Anos leva ao palco 8 peças do grupo.

Veja programação abaixo.

O projeto abre ao público no dia 14 de abril, quinta feira, às 20 horas, com a apresentação do espetáculo “Truks: A Bruxinha”, o primeiro espetáculo feito pelo grupo, em 1990. Não somente, haverá o lançamento dos livros “A Possibilidade do novo no Teatro de Animação” e “O Papel do Ator Animador na Cena Teatral”, de Henrique Sitchin, há 20 coordenando o grupo, e abertura da exposição de fotos sobre a trajetória da cia..  

Programação paralela
Além dos espetáculos apresentados, o grupo promove duas oficinas destinadas aos interessados na arte do teatro de animação: Dramaturgia para Teatro de Animação (dia 14 quinta – 9h00 às 17h00) e Técnicas de Animação de Bonecos, Objetos e Figuras (dia 15 sexta – 9h00 às 17h00). São 30 vagas para cada oficina. “Estudaremos as questões da dramaturgia do teatro de animação, ou seja, o que fazer com esta linguagem cênica, e depois, na oficina de técnicas de animação, o como fazer”, explica Henrique Sitchin, diretor do grupo.

No Teatro Cleon Jacques estará montada uma exposição de fotos sobre a trajetória do grupo. Composta por imagens de momentos capturados nesses 20 anos de história, . São registros dos espetáculos. “Momentos especiais em que flagramos a emoção deste ofício, de trazer para a vida aquilo que não era da vida – os nossos bonecos!“, conta o diretor.

Trajetória em movimento

A proposta do projeto é reunir toda a produção da Truks ao longo desses 20 anos e rever sua história. A Cia. Truks construiu uma sólida trajetória e desenvolveu técnica onde seus bonecos são manipulados totalmente à vista da platéia. “Sempre fomos muito corretos com o nosso ofício. Sempre fizemos uma arte verdadeira e muito cheia de emoção. Desenvolvemos uma linguagem própria, um teatro que tem a nossa cara”, declara Henrique. “Para nós, fazer esta Mostra é um momento de dignidade, de retomada de uma história rica, de um encontro e um agradecimento com o público.”

Atualmente, a trupe mantém 11 espetáculos em repertório ,  realizando uma média de 300 apresentações por ano. Henrique Sitchin coordena, há 9 anos, o Centro de Estudos e Práticas do Teatro de Animação, onde já foram formados mais de 10 novos grupos, em São Paulo. A Cia. Truks influenciou e influencia grupos de teatro pelo Brasil. O diretor conta que é muito solicitado para oficinas por todo o país.

 

Programação das peças


ESPETÁCULOS PARA ADULTOS Sexta e Sábado às 21 horas e domingo às 19 horas

 


Isto não é um Cachimbo – dia 15 de abril às 21 horas
Livremente inspirado na obra do pintor René Magritte, a peça dá vida às imagens deste mestre surrealista, e leva o nome de sua mais célebre pintura, inscrição que acompanha a imagem de um cachimbo. Figuras intrigantes saem das telas de Magritte para ganhar o palco, em cenas de forte impacto visual e conceitual: Um velho homem, cujo peito é uma gaiola, despede-se da vida; uma camisola reflete as dores da alma de sua dona, uma família de mortos vivos a esperar na sacada, um homem às voltas com a ideia de tirar a própria vida, resolve trocar de cabeça, entre outras passagens deste espetáculo repleto de belas imagens e muita poesia. Estreou em 2008.

BIG BANG – dia 16 de abril às 21 horas

A peça recria a história desde o seu provável momento inicial, o “Big Bang”, para terminar em nosso constante questionamento acerca dos desconhecidos destinos que nos são, talvez, reservados. Trata de alguns fatos marcantes da trajetória da humanidade. Percorre momentos cruciais da história, seguindo curiosas interpretações dos fatos - que vão desde imagens caricatas até momentos em que o relato “oficial”, propriamente, é deixado de lado para priorizar pequenas reflexões ou críticas destes eventos. A aventura humana sobre a terra é retratada em um espetáculo rico em técnicas, imagens, humor e poesia. O espetáculo estreou em 2006. Recebeu duas indicações ao Prêmio Femsa: Melhor Espetáculo Jovem e Categoria Especial.

História de Bar – dia 17 de abril às 19 horas
Atrás do balcão um simples Barman. Sobre ele, terríveis acusações. Teria sido o responsável pelos crimes hediondos que assolam a cidade? Seria ele o temido assassino a decapitar, sem piedade, suas indefesas vítimas? Pois bem, hoje ele vai contar a sua história! Hoje ele terá que provar a sua inocência! O barman nos contará uma história "macarrônica", ao melhor estilo dos antigos filmes noir. Uma sucessão de agilíssimas passagens cênicas levam a plateia  ao mundo da noite paulistana, entre as ruas, os becos e as boates da cidade fria. Os bandidos, afiados facões, maços de cigarro ou garrafas de cachaça, se enfrentarão com os policiais, um espremedor de frutas, o acendedor automático de fogões, o frasco de pimenta, entre tantos outros objetos que, nas mãos do hábil ator, se transformam nas mais divertidas criaturas. Estreou em 2009.

.

ESPETÁCULOS PARA CRIANÇAS - Quinta ,Sábado e Domingo, 20, 11 e 16 horas

 

Truks: A Bruxinha – dia14 de abril às 20 horas (abertura da Mostra Itinerante Truks 20 Anos)


Baseada na obra da autora e ilustradora Eva Furnari, TRUKS: A Bruxinha foi o primeiro trabalho da Cia. Truks. A peça estreou em 1991 e foi apresentada até 1998, tendo ultrapassado a marca de 1200 sessões realizadas. Foi, sem dúvida, um dos grandes fenômenos do teatro para crianças, não apenas pela grande repercussão que teve em toda a mídia, lotando teatros em todo o Brasil, mas principalmente pelo encantamento que provocava no público. A montagem, cativante e delicada, é um convite à imaginação e ao desenvolvimento da criatividade. A Bruxinha deixa o seu espaço gráfico para ganhar corpo - e alma - de boneco, e leva para os palcos toda a sua graça, simpatia e inusitado senso de humor, vivendo suas aventuras, manias e caprichos. Foi indicada para o Prêmio Mambembe 1995 na categoria Melhor Espetáculo e faturou o prêmio de Melhor Direção para teatro infantil.

Zôo-Ilógico – dia 16 de abril às 11 horas


Zôo-Ilógico traz para os palcos uma idéia de fundamental importância para as crianças: o estímulo ao processo criativo, à invenção e à criação de novos referenciais imaginários. A partir de simples objetos do cotidiano, desfilam pela cena mais de uma dezena de divertidas e inusitadas criaturas animadas. Tudo começa quando dois amigos resolvem fazer um piquenique no Zoológico.  Ao encontrarem as portas do parque fechadas, não se intimidarão em criar, com muita criatividade e um certo non-sense, o seu zoológico particular, em que bichos serão feitos de pratos, panos, garrafas,  talheres e tudo o mais que estiver ao alcance de suas mãos.  Estreou em 2004. Prêmio APCA 2004 - Melhor Ator. Prêmio Coca-Cola Femsa na Categoria Especial pela inovação de linguagem desenvolvida na montagem. Indicado ao Prêmio Coca Cola Femsa como Melhor Direção, Melhor Espetáculo e Melhor Ator.



O Senhor dos Sonhos – dia 16 de abril às 16 horas


O espetáculo conta a história de Lucas, um velho e bem sucedido escritor, que relembra os tempos de sua infância, quando fora um menino criativo, engraçado, simpático e, principalmente, sonhador. Se não navegava pelos sete mares, certamente estava a pilotar alguma nave espacial em planetas longínquos. E, como sempre, atrasado para ir à escola ou esquecido de suas lições e obrigações.
A peça faz de Lucas um verdadeiro ícone de todas as crianças, ao materializar o anseio destas pela liberdade de viverem os seus sonhos. Mas salienta, principalmente, a importância da participação de pais e educadores, que, a cada passo, e com redobrada atenção, quiçá saberão orientar e conduzir os caminhos dos pequenos, com compreensão, carinho e, principalmente, muita cumplicidade. Pois é desta cumplicidade e do carinho de sua mãe, que o velho Lucas relembra com maior emoção. Pois sabe que deste afeto nasceu a segurança para exercer sua arte de contar e escrever as histórias que o consagrariam como escritor de sucesso, pelo resto de sua vida. Estreou em 1999. Indicado ao Prêmio Coca Cola de Teatro Jovem - 1999 nas categorias Melhor Atriz e Melhor Autor.  Melhor Espetáculo do Festival Internacional de Teatro de Bonecos de Canela – 2005.


Gigante – dia 17 de abril às 11 horas


O espetáculo conta a saga de um pequeno vilarejo onde estranhos fatos acontecem: Um pintor confuso perdeu a sua inspiração, um músico não se lembra da nota seguinte de sua canção, os animais não se lembram mais dos sons que emitem. Os moradores da vila, no entanto, de nada se apercebem. Nada estranham. Nada sentem. É uma gente esquecida da vida, sem saber exatamente porquê e para quê viver. Ali perto vive o grande e solitário gigante. Astuto, ele se esconde durante o dia e invade a noite do lugar. É então que rouba, e literalmente come, os sonhos da gente da pequena aldeia que, assim, perde os anseios, os desejos, as memórias, a música e a poesia que lhe faria mover a vida. Mas isso tudo vai mudar quando uma destemida garotinha chega disposta a enfrentar o grandalhão. Estreou em 2006. Indicado ao Prêmio Coca Cola Femsa de Melhor Cenografia.


Cidade Azul – dia 17 de abril às 16 horas

Cidade Azul é um lugar que existe dentro da cabecinha de um menino teimoso, que insiste não apenas em sonhar, mas em transformar, nem que seja como um sonho, o seu, em um lugar melhor para se viver. Ele é um menino que acorda, a cada nova manhã, sobre os papelões ou sob os jornais da rua, para mais um dia solitário e de verdadeira aventura. Mas eis que no amanhecer de um dia especial, cai-lhe sobre a cabeça uma enorme bola de brinquedo, azul, é claro, trazendo atrás sua aflita dona. Uma menina. O espetáculo conta como nasce, cresce e se fortalece uma comovente amizade entre as duas crianças de realidades tão diferentes: Um menino das ruas, e uma menina perdida pelas ruas. Eles nos revelam a sábia capacidade que as crianças têm de se aproximarem umas das outras, vencendo os preconceitos através de seus jogos e brincadeiras. Estreou em 1997. Prêmio APCA 1997: Melhor Espetáculo Infantil e Melhor Autor para Teatro Infantil. Prêmio Mambembe 1997: Melhor Texto para Teatro Infantil, Melhor Direção para Teatro Infantil e Grupo Destaque do Ano no Teatro Infantil. Prêmio Coca Cola De Teatro Jovem 1997: Melhor Direção, Melhor Espetáculo e indicado ao Prêmio Coca Cola De Teatro Jovem 1997 como Melhor Texto.



Sobre a Cia Truks
A Cia Truks – Teatro de Bonecos foi criada em 1990, e desde então apresenta seus espetáculos de repertório em teatros, escolas, instituições ou espaços alternativos de todo o Brasil, além de participar de mostras e festivais de teatro e teatro de animação em países do exterior. Ministra cursos e oficinas sobre técnicas de animação e procedimentos dramatúrgicos para o teatro de animação. Atua na área publicitária, criando roteiros, bonecos e animações diversas para filmes e eventos. O grupo coordena o Centro de Estudos e Práticas do Teatro de Animação, desde 2002, não somente um profícuo espaço de referências para o teatro feito através de bonecos, objetos e formas animadas, como também um pólo de experimentos e buscas por novas e renovadas linguagens teatrais.

Laureada com importantes prêmios e reconhecida pela crítica, a Cia. Truks tornou-se bastante conhecida, também, do “grande público”, ao participar, em alguns casos de forma pioneira em nosso país, de inúmeros programas de TV que não somente consolidaram a imagem dos bonecos do grupo, manipulados totalmente à vista da platéia, como, sobretudo, dignificaram a arte do teatro de bonecos, ao mostrar, para grandes audiências, elaboradas formas deste trabalho, até então desconhecidas no Brasil.
Desde 2004, através dos trabalhos realizados no Centro de Estudos e Práticas do Teatro de Animação, o grupo vem empreendendo extensas pesquisas acerca das possibilidades do teatro de animação também para o público adulto. Estes esforços resultaram na montagem das peças Big Bang, em 2006, Isto Não é Um Cachimbo, em 2007, e História de Bar, em 2009, trabalhos que trazem aos palcos técnicas e procedimentos inovadores para as artes cênicas.

Para roteiro


Espetáculos AdultosMostra Itinerante Truks 20 Anos – sexta e sábado, às 21h e domingo às 19 horas, de graça.

 

Isto não é um Cachimbo – dia 15 de abril às 21 horas
Direção geral e coordenação dos estudos de dramaturgia - Henrique Sitchin. Direção de animação - Verônica Gerchman. Elenco - José Antônio do Carmo, Camila Prietto, Aguinaldo Rodrigues, Ailton Rosa e Kelly de Castro - Duração - 50 minutos. Recomendado a partir de 14 anos.

 

Bing Bangdia 16 de abril às 21horas

Texto, concepção geral e direção - Henrique Sitchin e Verônca Gerchman. Elenco - Henrique Sitchin, Camila Prietto, Camila de Oliveira, Kely de Castro, Luciana Semensatto, Ailton Rosa e Aguinaldo Rodrigues Duração - 50 Minutos. Recomendado a partir de 14 Anos.

História de Bar – dia 17 de abril às 19 horas
Idéia Original - José Valdir Albuquerque. Texto e Dramaturgia - Henrique Sitchin e José Valdir Albuquerque. Direção - Henrique Sitchin. Ator Solo - José Valdir Albuquerque. Duração - 55 Minutos. Recomendado a partir de 14 Anos.

Espetáculos Infantis Mostra Itinerante Truks 20 anos – sexta e sábado, às 16 horas, de graça

Truks: A Bruxinha – dia 14 de abril às 20 horas

Texto – Eva Furnari, Cláudio Saltini, Henrique Sitchin e Verônica Gerchman. Direção – Henrique Sitchin. Elenco - Camila Prietto, Aguinaldo Rodrigues, kely de Castro, Luciana Semensatto, Ailton Rosa e Camila de Oliveira. Duração - 50 Minutos. Recomendado a partir de 3 anos.

Zôo-Ilógico – dia 16 de abril às 11 horas

Idéia Original - Henrique Sitchin. Roteiro, criação e produção geral - Henrique Sitchin, Cláudio Saltini e Verônica Gerchman. Direção - Verônica Gerchman. Elenco - Henrique Sitchin e Gabriel Sitchin.
Duração – 50 Minutos. Recomendado a partir de 3 anos.

O Senhor dos Sonhos – dia 16 de abril às 16 horas

Texto - Henrique Sitchin e Verônica Gerchman. Direção - Henrique Sitchin. Elenco - Verônica Gerchman, Camila Prietto, Luciana Semensatto, Camila de Oliveira, Kely de Castro,  Aguinaldo Rodrigues e Claudemir Santana. Duração – 50 Minutos. Recomendado a partir de 3 anos.

Gigante – dia 17 de abril  às 11 horas

Criação da História - Cia. Truks. Roteiro, Dramaturgia e Direção - Henrique Sitchin. Elenco – Ailton Rosa, Aguinaldo Rodrigues, Camila Prietto, Camila de Oliveira e Kely de Castro. Duração - 50 Minutos. Recomendado a partir de 5 anos.

Cidade Azul – dia 17 de abril  às 16 horas
Concepção Geral e Direção - Henrique Sitchin. Elenco - Camila Prietto, Aguinaldo Rodrigues, Camila de Oliveira, Kely de Castro, Ailton Rosa e Luciana Semensatto. Duração - 50 Minutos. Recomendado a partir de 3 anos



Teatro Cleon Jacques – Centro de Criatividade: dados do teatro


Capacidade: 85 lugares com cadeiras e 0 espaços para cadeirantes.





Horários de Funcionamento:

Administração informações: das 9h às 12h, 13h às 20h

Ingressos – gratuitos devem ser retirados na bilheteria 1 hora antes até completar a lotação

Horário da Bilheteira: a partir das 10h

Endereço: Rua Mateus Leme, 4.700 São Lourenço – CEP: 82210- 290.
Endereço eletrônico: centrodecriatividade@fcc.curitiba.pr.gov.br
Telefone: (41) 3313.7190 – (41) 3313.7191





Assessoria de Imprensa
Cia Truks – Teatro de Bonecos

Deborah Corrêa – (11) 9878.2835 – (11) 2601.3753 – deborah-correa@uol.com.br
Karina Prall  – (11) 9930.1307  – (11) 3865.8019 –      truks@uol.com.br

Um comentário:

Tecnologia da informação disse...

http://campanhanacional.wordpress.com/